DayTrippers – Paixão em Viajar

Tayrona: Enfim O Paraíso Prometido!

Praia no Parque Nacional Natural Tayrona, o paraíso

O caminho

Saindo de Cartagena tínhamos pela frente uma grande promessa. O Tayrona, recomendadíssimo por 10 em cada 10 viajantes que nos falavam sobre a Colômbia. Com a expectativa alta, pegamos estrada, passando antes uma tarde em Santa Marta, a cidade mais antiga da Colômbia, fundada em 1525, com traços coloniais e de frente para o mar caribenho.

Catedral de Santa Marta

Entretanto, o calor era tão intenso, que decidimos dar uma olhada no ar condicionado do nosso carro, problema que já vínhamos adiando há um tempo. O cara nos disse que era o gás e então pagamos caro para trocá-lo, mas nada do ar condicionado funcionar. Era final do dia de um sábado, ninguém mais queria quebrar a cabeça com aquilo e nós não queríamos ficar na cidade até segunda feira para solucionar o problema.

Veja o vídeo do Tayrona ao som de Santana!


Ficamos chateados com nós mesmos, depois de 9 meses na estrada, não aprender que não se resolve um problema em um sábado à tarde, principalmente quando se tem a intenção de sair daquela cidade no mesmo dia. Mas o calor sobre nossas cabeças era tão forte, que nem pensamos nisso antes. Gastamos tempo, dinheiro e fomos embora dali sem resolver o problema, mas não adiantava lamentar, ficar mais dois dias implicava gastos sem a certeza de que encontraríamos a solução.

Só alegria pra refrescar sem o ar condicionado

Saímos direto para o Parque Tayrona, pois precisávamos de um lugar tranquilo para relaxar. Chegamos no parque umas 19 horas e não conseguimos entrar, pois a portaria funciona somente até às 17 horas. Ficamos sem saber pra onde ir, já estávamos cansados e contrariando uma de nossas regras da viagem: nunca dirigir à noite.

O camping em Los Angeles

Então pesquisamos melhor em nossos arquivos e vimos que bem próximo havia uma praia que está fora do parque, Los Angeles. Chegamos a noite e não vimos nada, mas o camping, apesar de caro, tinha excelente infraestrutura. Dormimos ali e no outro dia, antes de seguir para o Tayrona, curtimos aquela belíssima praia que merece ser visitada!

Isa aproveitando a praia de Los Angeles

Parque Nacional Natural Tayrona

A entrada um pouco cara (USD 24 por pessoa e USD 7 por carro) vale a pena, principalmente para quem vai ficar mais dias. A floresta logo deixou o clima mais fresco e chegamos a um camping delicioso, apesar de meio abandonado, devido à baixa temporada. Só estávamos nós dois no Camping Castilletes, o único que tem acesso para carros e custa USD 10 por pessoa mais USD 10 pelo estacionamento, que negociamos, choramos e conseguimos não pagar pelo carro.

O Camping Castilletes

No primeiro dia aproveitamos a praia ali na frente do castilletes mesmo, bem agradável e por estar vazia, perfeita para relaxar. Fácil acesso ao carro e consequente a nossa cozinha onde preparamos um belo almoço, novidade da Isa, um cozido japonês. Os coqueiros garantiram a água e tivemos mais um dia daqueles de “fazer nada”, o que chamamos de feriado na viagem. Descansados, no dia seguinte acordamos cedo para conhecer as praias mais belas, 3 a 5 horas de caminhada (ida e volta).

Jacaré vai a praia?

La Piscina

A trilha até essa praia é tranquila, com alguns belos mirantes e boas oportunidades pra avistar répteis, inclusive algo “bizarro”, tivemos a sorte de ver um jacaré enorme tomando um solzinho na praia, de frente para o mar.

Curtindo o visual da “piscina”

Pra nadar não tem igual a La Piscina! Águas mornas, estupidamente cristalinas e tranquilas. Conhecemos um casal de brasileiros por ali e ficamos batendo papo e aproveitando horas e horas de molho naquele paraíso. Há opções de acomodação por ali, mas nosso esquema era voltar para dormir no Curumim.

Isa convidando peas águas cristalinas

Cabo San Juan de Guia

É pra frente da La Piscina, mas no dia anterior não conseguimos chegar até lá. Cabo San Juan, provavelmente é o que vimos de mais bonito em termos de praia na nossa curta temporada pelo caribe. Novamente águas cristalinas, ótimo snorkel em um cenário diferenciado. Uma ponta de pedra, com um redário onde infelizmente não dormimos, separando duas pequenas praias azuis, com jeitinho e tranquilidade dignas desse parque paradisíaco. Pra quem quiser passar uns dias, indicamos muito dormir por ali pois a atmosfera é a melhor possível, mas o melhor é evitar o final de semana pois a proximidade com Santa Marta e outras zonas acaba lotando o parque pelo que nos disseram.

Visual do Cabo San Juan de Guia

Próximos passos…

Acabava ali nosso período na Colômbia, que apesar do roubo, nos deixou ótimas memórias e surpreendeu com belos lugares como Las Lajas, Salento, Cartagena e fechou com chave de ouro com o Tayrona. Próxima missão, cruzar a Venezuela e conhecer o Salto Angel, a mais alta cachoeira do mundo com quase 1 quilômetro de altura. Da pra imaginar?

Sanduíche com atum gomes da costa na praia

Veja o álbum de fotos do Tayrona!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *