DayTrippers – Paixão em Viajar

Tambaba: Pelado, Pelado. Nú Com A Mão No Bolso

Falésias impressionantes em Tambaba

Com a decisão de rodar o Brasil por uns 4 meses ao invés de apenas cruzar rapidamente, mas sempre atentos ao fato de que teríamos que reformar o carro e reorganizar toda a viagem, decidimos que chegaríamos ao sudeste para passar natal e ano novo com a família. Pela frente estava o nosso litoral com inúmeras praias fantásticas mas um tempo relativamente curto. Escolhemos alguns lugares que gostaríamos muito de conhecer e deixamos de lado outros pois queríamos curtir ao menos 2 dias em cada.

Bela praia de corais

Parte não nudista

Então vindo dos Lençóis para o Delta do Parnaíba, Jericoacoara, Canoa Quebrada, Fortaleza, Sao Miguel do Gostoso, Natal, Pipa chegamos agora em um lugar lindo que recomendamos pra quem estiver na Paraíba ou arredores. Tambaba, a 40km de João Pessoa, com suas falésias espetaculares que se misturam à natureza e um diferencial. Uma pequena praia linda, entre pedras e árvores, 100% naturista, inclusive com uma pousada na mesma linha. E lá fomos nós. Melhor ainda é quando o ambiente é familiar e ali em Tambaba estava assim. As crianças aprendem desde cedo a tratar o tema com naturalidade e crescem com menos tabus e preconceitos.

Na praia de nudismo

Para os que não quiserem tirar a roupa a visita continua valendo, a área com as falésias mais bonitas não é naturista. Areias vermelhas, laranjas e amarelas formam precipícios impressionantes de onde se pode avistar praias vazias rodeadas de verde.

Uma das vistas mais bonitas em Tambaba

Vale lembrar que o movimento naturista muitas vezes é deturpado e há confusão entre liberdade e promiscuidade, então esteja preparado para possíveis abordagens. As melhores praias são aquelas que tem controle e seguem as regras da Federação Brasileira de Naturismo, e melhor ainda quando tem área restrita apenas para casais e famílias, restringindo o acesso de homens solteiros.

Espaço pra todos

Próximos Passos

Recife? Olinda? Nada contra, mas em Pernambuco fugimos pra região serrana. Isso mesmo, fomos curtir um friozinho e conhecer uma produção de cachaça orgânica e artesanal em Chã Grande, a convite do nosso amigo Max que conhecemos em Manaus.

Rafa e Seu Moacir dando água que o passarinho não bebe

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *