DayTrippers – Paixão em Viajar

Salar do Uyuni: O Maior Deserto De Sal Do Mundo

Cruzar o famoso e inóspito Salar do Uyuni era algo desconhecido para nós, não é fácil encontrar relatos de pessoas que já cruzaram por conta própria e a escassez de informações, ao mesmo tempo que nos deixava cheios de dúvidas, também despertava a curiosidade de conhecer e dirigir o maior deserto de sal do mundo!

Dirigindo no salar


O Salar do Uyuni, fica a uma altitude de 3.700 metros e cobre uma área de 12.000Km2. Há cerca de 4000 anos a área do atual deserto fazia parte do Lago Michin, um enorme lago pré histórico que secou e deixou esse extenso deserto de sal. Além de importante destino turístico, também tem a extração de sal que gera renda para as famílias bolivianas que vivem cerca dali.

Extração de sal no Salar do Uyuni

Faça o que eu digo, não faça o que eu faço

A grande maioria das agências de San Pedro de Atacama vendem esse tour de 3 noites cruzando o salar e terminando na cidade de Uyuni. Porém vale ressaltar que não são as empresas de San Pedro que operam o mesmo, e sim, as agências de viagem da Bolívia que possuem um acordo com as do Chile. Acho válido passar essa informação, porque ouvimos muita gente que teve problemas com o passeio e na hora de reivindicar seus direitos, as agências “transferiam” a culpa e quem saia perdendo era o cliente. Sempre bom buscar indicações e pesquisar bem sobre a qualidade dos serviços oferecidos pela agência. Isso garante um passeio sem aborrecimentos.

Cruzando o deserto do sudoeste boliviano

O trajeto do salar do Uyuni é algo que recomendamos muito, é uma travessia lindíssima de onde se aprecia diferentes paisagens. Mas acho que pela primeira vez em nossa viagem recomendaremos um passeio que acreditamos ser mais agradável fazer com uma agência especializada do que por conta própria. Fizemos as contas, colocamos na ponta do lápis e chegamos à conclusão que não compensou o desgaste. As estradas são muito precárias, a viagem não rende e é fácil se perder porque no meio do deserto existem várias estradas que “parecem” te levar para o mesmo lugar (até o GPS se perdeu várias vezes). Com o frio que faz a 5000m de altitude é impossível se pensar dormir em uma barraca, sem contar que estávamos sempre atrás dos carros das agências, pois qualquer problema com o nosso significaria ficar por ali, literalmente no meio do deserto, esperando alguém passar para nos socorrer.

Cruzando um rio ao lada da laguna blanca

Como fizemos

Agora vamos ao que interessa: o trajeto. Ele pode ser feito tanto pra quem está na Bolívia como no Chile, e de ambos os lados o preço vai ser praticamente o mesmo. Nós saímos de San Pedro, no Chile, no primeiro dia em direção ao vulcão Licancabur, cruzamos a fronteira para Bolivia e entramos no Parque Nacional Eduardo Avaroa (USD 25) onde visitamos as lagunas verde e blanca, dali seguimos pelo altiplano boliviano até os geiseres Sol de la Mañana. Depois tomamos banho de águas termais e finalizamos o dia com um belíssimo por do sol na impressionante laguna colorada, que tem essa cor por causa de uma espécie de alga que prolifera em suas águas. Passamos a noite em um refúgio simples, quarto privado com banheiro compartido e jantar a USD 3 por pessoa.

Nós e a impressionante laguna colorada

No segundo dia nós fizemos um caminho diferente das rotas comerciais, seguimos direto para a cidade de Uyuni, pois nos informaram que a estrada por ali seria menos pior. E fizemos bem, pois o país estava passando por vários protestos e as estradas estavam sendo bloqueadas. O caminho é cheio de belas paisagens, mas a cidade de Uyuni deixa muito a desejar, é somente um lugar de passagem para quem quer conhecer o Salar, nada além disso.

No salar

No último dia finalmente percorremos o maior deserto de sal do mundo, com sua superfície plana e coberta por uma camada de sal branquíssimo que chega a arder os olhos de tanta claridade, além de perder a noção de distância e direção. É muito impressionante! No deserto estão os famosos hotéis de sal, onde tanto as paredes como os móveis são feitos de blocos de sal retirados do Uyuni.

As típicas fotos do salar

O valor desse pacote, na agência, para quem sai de San Pedro está em torno de USD 165 por pessoa com hospedagem, alimentação e transporte. Nós fizemos por menos, mas não recomendamos.

Dicas importantes por ali

Importante saber que nessa fronteira, diferente de outros lugares, você faz seus trâmites legais em um posto da imigração e os do carro em outro localizado a quilômetros dali, pra quem está motorizado é importante ficar atento a esses procedimentos, caso contrário seu carro ficará ilegal no país.
Se fizer o Salar de carro é bom lava-lo antes e após o circuito, pois o sal gruda no carro e pode causar danos. Essa lavagem que já é costumeira na cidade de Uyuni, lubrifica toda a parte de baixo do carro,onde tem mais contato com o sal.

Lavando e protegendo o carro

Próximos passos

Do distante deserto de sal queremos ir para La Paz, a capital do país, se os bloqueios de Estrada que acontecem em função dos protestos deixarem, claro.

Veja o álbum de fotos do Salar do Uyuni!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *