DayTrippers – Paixão em Viajar

Rotas Nacionais Turísticas Da Noruega: Ta Tudo Pronto Aqui É Só Vir Pegar!

Já não é a primeira vez que dizemos que “apesar de cara, a Noruega…”. E não é à toa, basta saber aproveitar as coisas que o país oferece. As rotas nacionais turísticas estão ali, mastigadas, sinalizadas, preparadas, gratuitas e cheias de natureza e visuais únicos. Ah, e assinaladas em qualquer mapa também gratuito. A nossa cara!

National Touristic Roads Norway

A caminho de Jostedalbreen

As rotas são 18 e nós fizemos 7 delas. Começamos pela Ryfylke na região onde estão o Preikestolen a Kjeragbolten. De lá pela Hardager chegamos no Trolltunga. Depois vimos uns pedaços da Aurlandsvegen (Snow Road) pois às vésperas do inverno parte já estava fechada mas pudemos apreciar o visual do Aurlandfjord, a partir de um mirante construido em arquitetura moderna. De lá seguimos pelo maior túnel de veículos do mundo, com 24 km (os claustrofóbicos devem se incomodar um pouco), para mais uma igreja de madeira. A Borgund Stavkirke, uma preciosidade arquitetônica de 1181, simplesmente magnífica.

National Touristic Roads Norway

Aurlandfjord observado do mirante na Aurlandsvegen ou Snow Road

National Touristic Roads Norway - Borgund Stavkirke

A Borgund Stavkirke, uma igreja de madeira de 1181

De fiorde a fiorde, maravilhados com o principal atrativo turístico da Noruega, resolvemos variar um pouco. Fomos para Jostedalbreen, o maior glaciar da Europa, cobrindo uma área de 487km2 e com 4 dedos que se pode visitar. Escolhemos o Nigardsbreen e acho que acertamos, não poderíamos pedir nada mais belo. Na subida margeando a estrada um rio de água azul turquesa com um toque leitoso típico de degelo anunciava que estavamos a caminho de um glaciar.

National Touristic Roads Norway

A caminho do Jostedalbreen

Paramos tanto para aproveitar e fotografar a paisagem que chegamos no final da tarde, mas ainda em boa hora para apreciar a imensidão de gelo presa a montanha e o lago azul formado na frente refletindo e contrastando o amarelo do outono e o cinza das pedras. Fora de época, estacionamento vazio, ninguém olhando, apenas cozinhamos e dormimos ali mesmo, pra acordar e aproveitar mais um pouco a vista.

National Touristic Roads Norway

De frente para o lago formado em Nigardsbreen

National Touristic Roads Norway

Glaciar e cachoeira em Nigardsbreen

Seguimos uns poucos kilometros ao norte para chegar ao Fåbergstølsbreen, um outro dedo do mesmo glaciar, um pouco menos acessível, garante contato direto com o gelo depois de umas 2 horas de caminhada. Na volta uma imensidão de árvores amarelas confirmavam que ainda estávamos no outono. Mais uma vez encontramos um bom lugar por ali pra encostar o Curumim, dormir e garantir que o único custo nas rotas nacionais fosse o diesel e a comida.

National Touristic Roads Norway

Chegando pertinho do glaciar em Fåbergstølsbreen

A caminho do norte passamos pela Sognefjellet, a estrada que margeia o Parque Nacional Jotunheimen e oferece água azul com árvores amarelas e depois de poucos quilometros, metros de neve e tudo branco. A famosa escultura de Knut Wold estava um gelo só, mas demos uma paradinha. Nesse dia planejávamos dormir em Geiranger mas uma olhada mais atenta no mapa nos mostrou que tínhamos logo ali outra rota nacional turística, a Antiga Strynefjellsvegen com apenas 27km, por que não fazer?

National Touristic Roads Norway

A escultura esquisita de Knut Wold na Sognefjellet

Nossa primeira estrada de terra desde que chegamos na Europa, mas tão bem cuidada que parece asfalto. O caminho foi constuido em 1881 para conectar o Nordfjord ao leste da Noruega e passa pelo meio de montanhas espetaculares. Um (feliz) acidente com nossa caixa de ovos nos atrasou e resolvemos dormir ali mesmo no meio das montanhas. Uma foto de longa exposiçao a noite revelou que começavamos a presenciar alguma atividade da Aurora Boreal.

National Touristic Roads Norway

Indícios de Aurora Boreal, um leve esverdeado

Passando por Geiranger debaixo de tempestade chegamos a Trollstigen, traduzinho, caminho do Troll. Provavelmente o gigante mítico da escandinávia é um bom motorista porque essa e uma uma das vias mais sinuosas que já passamos. Não bastasse isso as cachoeiras e o belo vale onde foi construida teimam em tirar a atenção do condutor a todo momento.

National Touristic Roads Norway

A sinuosa Trollstigen

Na janta, filé de salmão e champignons refogados

Pra finalizar chegamos na Atlantic Road, considerada pelo The Guardian a melhor “road trip” do mundo. Bom, não é para tanto, os primeiros kilometros partindo de Bud nos levaram entre vilarejos litoraneos, bonitos, mas ok. A parte que realmente impressiona é chegando em Kristiansund, uma sequência de 8 pontes ligando pequenas ilhas que dá a sensação de estar dirigindo sobre o mar. Um lugar abençoado pela natureza e muito bem complementado pelo homem.

National Touristic Roads Norway

A icônica Atlantic Road

As rotas nacionais turísticas são uma ótima opção para quem viaja de carro e nos deixaram bem claro que não é preciso passar por grandes centros como Stavanger ou Bergen para conhecer os fiordes e a natureza norueguesa, ainda bem!

National Touristic Roads Norway

Fim de tarde na Atlantic Road

Próximos passos

A caminho do norte vamos cruzar o circulo polar ártico em busca do sonho de ver a Aurora Boreal nos arredores de Tromso. Clique aqui para ver o post!

Aurora Boreal

A incrível Aurora Boreal

4 comentários sobre “Rotas Nacionais Turísticas Da Noruega: Ta Tudo Pronto Aqui É Só Vir Pegar!

  1. Eneida Braga

    Olá
    Estou indo para a Noruega em junho com três amigas. Chegaremos e sairemos por Bergen e pretendemos fazer a região dos fiordes de carro. Ficaremos do dia 14 à noite até dia 22 a tarde e descobri essas rotas turísticas através de vocês. Queremos tb fazer a Ryfylke subindo ao Pulpit Rock e a Trolltunga na Hardager. Pensamos em ir até a trollstigen e voltar a Bergen. Vocês acham possível fazer essas Rotas em sete dias?
    Fiquei encantada com a viagem de vcs, o projeto e a escolha dos trajetos. Parabéns é sucesso na trajetória de vcs

    1. Rafael Avila

      Eneida, me desculpe a demora, ficamos um tempo com pouquissima internet, agora que parei pra ver as perguntas aqui. Bom, se é que ainda ajuda, dá sim, com certeza!! Espero que tenham ido e aproveitem muito! Me contem depois como foi e obrigado por curtir nossa viagem! Beijo!

      1. Eneida

        Obrigada pelo retorno Rafael. Só iremos em junho. Fiquei realmente querendo aproveitar os duas ao maximo e resolvi fazer a coisa em duas etapas. Subimos de carros de Bergen ate Alesund e la entregaremos o carro e voaremos até Stavanger de onde subiremos ate Bergen sem ter que fazer a volta de cada trecho. O chato vai ser pagar duas taxas de devolucao dos carros.
        Depois volto pra contar como foi. Abçs

  2. Pingback: Borgund Stavkirke – a igreja de madeira do século XII | Wonder World

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *