DayTrippers – Paixão em Viajar

Oslo: A Capital Norueguesa Nada De Mais, Nem De Menos!

Santo

Embora nosso foco na Noruega seja mais natureza, e de fato é o que tem de mais impressionante no país, tínhamos grande expectativas em conhecer a capital Oslo, já havíamos passado por outras capitais da Escandinávia e gostamos muito de todas elas.

Oslo vista de cima

Chegamos e fomos direto em busca de um lugar para ficar e tomar um banho, afinal já era o terceiro dia sem. Na Marina da cidade têm um estacionamento para motorhomes com banheiro e ducha mais em conta que os campings, mas ainda assim muito caro para nós. Tentamos pagar pelo banho, mas o simpático dono do local logo nos deu a senha de acesso ao banheiro e não cobrou nada por isso. Que delícia de banho!

A capital fica de frente para o Oslofjord

Seguimos passeando pela cidade e não precisou muito para notar que não era das mais belas, claro que todo lugar tem seu charme, mas já tínhamos lido em alguns sites que Oslo, além de muito cara, não tinha nada de muito especial, a não ser que você seja um fanático por museus, aí sim você estará no lugar certo. Como não cobram para estacionar o carro nos finais de semana no centro da cidade, decidimos parar por ali mesmo e seguir para a Opera House, de onde assistimos mais um belo por sol.

Por do sol na Opera House

Quando voltamos ao carro para preparar o jantar, decidimos mudar ele para uma vaga melhor e foi então que o Curumim deu seu primeiro defeito no continente europeu… Não ligava de jeito nenhum, o problema parecia ser na partida, mas já era tarde e de nada ia adiantar ficar mexendo no carro no centro da cidade à noite, ainda mais depois de umas taças de vinho. Decidimos esperar o dia seguinte, era domingo, um dia tranquilo para consertarmos o carro na rua, afinal de contas, momento algum nos ocorreu de chamar um mecânico na capital mais cara do mundo!

Caiu a noite e o Curumim não ligava


Risoto de aspargos brancos no prosecco

No dia seguinte levantamos cedo para resolver nosso problema que realmente era na partida. O comutador da ignição estava com uma folga e o Rafa resolveu o problema por hora, até que conseguíssemos comprar uma peça nova para trocar. Já que museu era ponto alto na capital, visitamos os que mais nos interessavam. O Fram que é o museu do navio de expedições polares, que conta várias experiências, entre elas a do norueguês Amundsen, que liderou a primeira expedição a atingir o Polo Sul em 1911, muito interessante conhecer o interior do navio e a sua história. Outro museu fantástico, foi o do Kon Tiki, que expõe a jangada rudimentar de mesmo nome com a qual o também norueguês Thor Heyerdahl cruzou o pacífico em 1947 para provar a possibilidade de contato e até colonização sul americana na Polinésia na antiguidade. Recomendamos a visita em ambos, cada um custa USD15 por pessoa.

Museu do Kon Tiki

Museu do Fram


Como de costume fizemos o free walking tour, só que dessa vez foi bem diferente, na verdade foi uma viagem à parte conhecer Oslo com o figura Brian, para quem quiser conhecer a história da cidade não é o mais indicado, mas sem dúvida depois desse passeio passaremos a ver a arte de rua, como o grafite e o estêncil, entre outras intervenções com outros olhos. Ele beira a insanidade mas com muita sabedoria, mostrando a arte de rua de Oslo, interpretando e estimulando as pessoas a pensar fora da lógica cartesiana. Metade das pessoas não aguentou e abandonou o tour no meio. Excesso de cartesianismo.

Intervenção artística casual nas bikes de aluguel

Stencil: Amor “made in china”

Brian e os grafites

Pra completar saímos do centro da cidade no último dia e fomos para o Vigeland Park, um parque com 212 esculturas em bronze e granito, super agradável pra passear, picnic e com um ótimo estacionamento para “free camping”. No final, realmente Oslo não foi dos lugares mais especiais, mas o pôr do sol na Opera House de frente para o Oslofjord, os museus e a insanidade do walking tour com o Brian deixaram boas lembranças.

A famosa escultura do bebê raivoso no Vigeland Park

Próximos passos

Agora é Noruega a sério. Muita natureza, fiordes e paisagens incríveis, começando pela icônica Kjeragbolten. Veja no link: http://www.daytrippers.com.br/kjeragbolten

Os Fiordes!

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *