DayTrippers – Paixão em Viajar

Mongólia Natural

Mongólia

Chegar na Mongólia já trazia em si uma sensação de estar muito longe e ao olhar um mapa logo se percebe que nada está tão longe do Brasil quanto a Mongólia. Estar ali com nosso próprio carro deu uma sensação incrível de que estávamos em uma grande viagem, mas não poderíamos prever quão remoto era o país que acabávamos de entrar. Por coincidência nesse momento que escrevo essa matéria estou também escrevendo o trecho do nosso livro que fala da Mongólia e já se acumulam muitas páginas para tentar descrever um país tão exótico como esse.
Mongólia
Mongólia
Mongólia

Vindos do oeste passamos muitos dias rodando apenas por trilhos batidos de carros que acabam formando um caminho, algo que preferimos não chamar de estrada. Nos perdemos muito, esses trilhos as vezes acabam de repente e o GPS não resolve muito a vida. Assim como o mapa, ele dá apenas um rumo pelas estepes que são extensas áreas de terra com um gramado baixo onde o povo mongol cria seus animais em um estilo de vida semi nômade até hoje, vivendo em tendas brancas conhecidas como “yurts”. Raramente cruzamos com carros, árvores ou pessoas mas todo final de tarde conseguíamos uma lagoa para encostar o Curumim e dormir, de graça, na natureza. Os pastores que encontrávamos criavam cabras ou iaques, uma espécie de boi de pelo grosso adaptado ao frio e claro, a paixão nacional, os cavalos. Na ausência de agricultura se alimentam basicamente de leite e carne. Na ausência de pontes cruzamos vários rios, chegamos a cruzar 3 em um mesmo dia. Amamos o oeste.
Mongólia
Mongólia
Mongólia
Chegando perto da capital Ulan Bator começamos a encontrar algum asfalto e também por lá fomos ver cavalos selvagens, coisa rara hoje em dia. A capital nos serviu para estocar alguns alimentos, preparar o visto da China, dar um alô a civilização e então seguimos para o Deserto de Gobi, no sul do país. Já tínhamos criado um certo carinho com desertos no Irã e na Mongólia acabamos desenvolvendo ainda mais esse gosto.
Mongólia
Mongólia
O Gobi tem uma área bem especial, uma espécie de cânion de terra vermelha conhecida como “flamming cliffs”. Assim como em todo o país, ali bastou encostar, abrir a barraca e dormir. De lá partimos para uma área com dunas e acampamos algumas noites de frente para esses imensos montes de areia que subíamos ao nascer e por do sol já que no resto do dia o melhor era ficar na sombra. Foram quase dois meses de Mongólia, um país que nos fascinou pela cultura, pelas paisagens, pelos encontros com as pessoas e por ser o que sentimos de mais selvagem e natural até hoje.
Mongólia
Mongólia
Mongólia
De um país com uma das menores densidades demográficas do mundo vamos para o país com mais habitantes do mundo, a China.
Mongólia

2 comentários sobre “Mongólia Natural

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *