DayTrippers – Paixão em Viajar

Paraguai, não o das compras…

Nossa idéia inicial de turismo no Paraguai era conhecer os Chacos (o pantanal Paraguaio), mas acabamos mudando de ideia quando ficamos sabendo de um destino totalmente fora das rotas comerciais. Trinidad – uma das maiores e a mais preservada ruína das missões Jesuítas na América do Sul, um turismo pouco divulgado e frequentando principalmente por Paraguaios, fator positivo para aqueles que, como nós, buscam fugir do turismo massificado.

Saímos de Foz do Iguaçu sentido Ciudad Del Este – Paraguai, para fazermos umas comprinhas de alguns itens que ainda faltavam para o carro e em seguida partimos para Trinidad.

Paramos em um camping em Hohenau, uma cidadezinha de colonização Alemã, que fica à cinco minutos de Trinidad. Apesar de curtimos lugares inóspitos, aquele tinha algo que não nos animava tanto, não sei bem o que era, mas não nos sentimos bem ali. Era um domingo nublado, fim de tarde e ali era um clube e não exatamente um camping, os nossos únicos vizinhos eram dois alemães, que tomaram cerveja durante as duas horas que permanecemos ali, sem sequer trocar uma idéia. Nós bem que tentamos…

Almojanta em Hohenau

Tomamos nosso banho e seguimos para as ruínas onde ficaríamos até mais tarde pra conhecer o show de luzes (confesso que a intenção não era voltar mais para aquele clube, ou melhor, “camping”).

Ruínas da Missão Jesuíta de Trinidad

As ruínas, além de bonitas, são arrepiantes e guardam muita história da época da imposição da fé cristã entre os índios guaranis, que foram exterminados devido ao seu progresso, que causava crescente inveja de colonos espanhóis e portugueses, e por interesses bandeirantes que escravizavam especialmente o guarani, mão de obra valorizada nas lavouras. Vale dizer que os jesuítas, apesar de protegerem e ensinarem os índios a se protegerem faziam ali um processo irreversível e injustificável de aculturação.

Isa a caminho das ruínas

Imperdível o show de luzes! Além de pouquíssimos visitantes e um guia local contando um pouco da história, a vivência do lugar é muito real em um clima um pouco sombrio.

Show de luzes

Como não queríamos voltar para Hohenau, acabamos desenrolando com os guardas de passarmos a noite no estacionamento das ruínas, nada convidativo, pois passei parte da noite pensando na história que se passou naquele lugar… até cair no sono.

Camping grátis no estacionamento das ruinas!

Confira a galeria de fotos de Trinidad!

2 comentários sobre “Paraguai, não o das compras…

  1. FRANCO RODRIGO DOS SANTOS MOREIRA

    Boa tarde,

    Rafael & Isa, quero parabeniza-los por esta grande iniciativa. São ações como estas que fazem de pessoas comuns se tornarem em grandes personalidades da cultura. Lendo o Blog de vocês já da para de ter uma ideia que este projeto será um grande sucesso.

    “The world is a book and those who do not travel read only one page.”
    ― Augustine of Hippo

    Desejo a vocês toda felicidade do mundo com repletas conquistais.

    ENERGIA VIVA!!!

    Estou à disposição para ajuda-los, caso necessitem.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *