DayTrippers – Paixão em Viajar

Budapeste, Pela 2ª Vez Adoramos!

Budapeste, a capital da Hungria, é grande para os padrões europeus, mas ainda assim bem aconchegante e ótima para conhecer à pé. Nós dois já estivemos ali anteriormente, em momentos diferentes, mochilando com amigos. Dessa vez ela entrou na rota desse nosso sonho de volta ao mundo e estávamos ansiosos para revê-la depois de tantos anos, afinal ambos havíamos gostado muito da primeira visita.

Zakopane

O Rio Danúbio separa as antigas cidades de Buda, Ôbuda e Peste que se fundiram em 1873 para formar uma das cidades que recebe mais turistas no mundo hoje em dia. Começamos nosso passeio por Peste, caminhando desde o Parlamento Húngaro até o mercadão da cidade pela margem do rio no final da tarde quando o pôr do sol deixa tudo ainda mais bonito. O começo da noite e as luzes se acendendo formam um espetáculo a parte.

Zakopane

Acho que voltamos ao parlamento umas 3 vezes ao todo, a estrutura em estilo gótico é realmente fantástica e impressionante pelo tamanho e pelos detalhes. Outro lugar que repetimos algumas vezes foi a ponte pênsil Széchenyi Lánchíd, mais conhecida como “Chain Bridge” famosa pela beleza e pelas esculturas de leões que “protegem” cada lado e também por ser o principal caminho entre Buda e Peste.

Zakopane

Já do outro lado, Buda tem como principal atrativo o castelo, imponente, que pode ser visto de vários pontos da cidade. Também imperdível é o Fisherman´s Bastion com uma bela vista para Peste e a vizinha Igreja Matthias do século XIII. Não vou ficar contando muito da história desses lugares, mesmo porque nem sei muito, mas em Budapeste sempre vale a velha máxima de que uma imagem vale mais que mil palavras. A cidade é fotogênica, parece que foi preparada para encher os olhos, todas horas do dia.

Zakopane Zakopane

Agora, imperdível mesmo depois de tanto bater perna pela cidade é uma das especialidades da Hungria, os banhos termais públicos. Nós fomos no Széchenyi, a maior piscina termal medicinal de toda a Europa. A sensação de relaxamento em meio a arquitetura Neo-Barroca é inexplicável, se não fosse nosso último dia de visto para a Schengen Area europeia ficaríamos mais uns dias em Budapeste só para repetir os banhos!

Zakopane Zakopane Zakopane

Próximos passos

Cruzando a linha final da Schengen Area vamos entrar na Croácia e relaxar da correria que foram os últimos dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *